Nossas Redes Sociais:

Prefeito recebe Sindicato PG e trata de interesses da categoria Featured

Written by  Wednesday, 13 May 2015 13:36
Prefeito recebe Sindicato PG e trata de interesses da categoria

Proposta de reajuste salarial de 8,5% é a maior da região e foi considerada acima da média no Estado

 

O reajuste de 8,5% no salário dos servidores, proposto pelo Executivo em projeto de lei enviado à Câmara, foi considerado satisfatório pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Praia Grande, Givanildo Berto da Silva, o Gil. O líder sindical foi recebido em audiência pelo prefeito Alberto Mourão, na qual se tratou de vários interesses dos servidores.

 

Acompanhado também pelo secretário de Administração, Marcelo Kameiya, e pelo chefe de Gabinete, Anderson Mendes, o encontro começou abordando-se o reajuste salarial proposto pelo Executivo. Gil disse que “temos de reconhecer que o percentual de 8,5% é o melhor possível hoje, levando-se em conta não só a situação vivida pelo País como também a média de aumentos concedidos nos municípios de São Paulo, que girou em torno de 7%”.

 

O presidente do sindicato lembrou ainda que, no Município de Marília, onde houve greve dos servidores municipais por maiores reajustes salariais, depois de 15 dias de paralisação os salários sofreram reajuste de apenas 4,3%.

 

Cartão Alimentação - Gil ainda aproveitou a audiência para falar da queixa dos servidores contra o descredenciamento de comércios locais para aceitação do cartão alimentação. O secretário Marcelo Kameiya esclareceu que novo procedimento licitatório está em fase final. “Já estamos em fase de homologação da nova empresa. Esperamos que até o final deste mês o novo cartão já seja distribuído aos servidores que são usuários do benefício”. Kameiya lembrou, ainda, que a atual fornecedora do serviço, a Bancred, foi multada pela municipalidade em R$ 2 milhões por descumprir as regras do edital e do contrato.

 

O novo valor para o cartão também foi abordado. O prefeito concedeu, em primeiro momento, um aumento de 10% elevando, assim, para R$ 220,00 o benefício. Ficou acordado entre prefeito e o sindicalista que, em outubro, outra conversa para um novo aumento no benefício será marcada. “Temos a esperança de conseguir mais 10% em outubro. Aí vamos atingir um valor bem considerável de reajuste para o cartão alimentação”, analisou o presidente Gil.

 

Plano de Carreira - A elaboração de planos de carreira para várias categorias profissionais do quadro da Prefeitura foi outro tema abordado no encontro. O prefeito revelou que já está sendo avaliada uma nova versão dos planos. A Prefeitura de Praia Grande já conta com Planos de Carreira para o Magistério, Agente de Fiscalização, Procurador, Guarda Municipal, Atendente de Educação II e Técnico Desportivo.

 

Mourão destacou também a preocupação da Administração Pública em manter o servidor motivado. “O ideal é que, aquele que chega ao topo da carreira, tenha passado por todas as funções dentro daquela área de atuação”.

 

Plano de Saúde - Estudos sobre a possibilidade de um financiamento da Prefeitura a consultas e exames médicos e internações hospitalares foram mencionados por Mourão durante a reunião. “Não desisti da ideia, como alternativa ao fato de a ANS (Agência Nacional de Saúde) impedir os municípios de terem seus planos de saúde”, disse o prefeito.

 

Durante a discussão do assunto, Gil salientou que esse é um tema que deve ser pautado sempre e se prontificou a cooperar com a administração para encontrar caminhos que possam beneficiar os servidores sem ferir os cofres públicos. “Precisamos encontrar alternativas. Se não é possível ser feito da forma que imaginamos a princípio, temos que encontrar outra. O importante é, de um jeito ou de outro, o trabalhador possa usufruir de um sistema de saúde sem que uma fatia grande de seus vencimentos seja onerada”, disse.

 

Urgência - O projeto de lei complementar que dispõe sobre a revalorização da remuneração mínima mensal dos cargos dos servidores do Poder Executivo foi encaminhado à Câmara na segunda-feira (11), com pedido de votação em regime de urgência para que o reajuste incida já no pagamento do final deste mês de maio. Na justificativa ao projeto, o prefeito explica que a Administração tem corrigido suas principais fontes de receita, principalmente o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), tomando por base a inflação aferida no período, representada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). E que o reajuste salarial parte da mesma base, mas é concedido num índice sempre acima do IPCA, de forma que os servidores não recebam apenas uma correção, mas um aumento real.

 

A proposta enviada para a Câmara concede reajuste linear de 8,5% nos salários, para um índice apurado em 8,17% desde o último reajuste, em maio do ano passado, representando 0,33% de aumento real. Nos últimos três anos, o ganho real totaliza 1,06%. Em 2013, o índice inflacionário apurado foi de 6,49%, tendo sido concedido reajuste de 6,5%, com ganho real de 0,01%. No ano seguinte, para uma inflação de 6,28%, a revalorização foi de 7,0%, representando aumento real de 0,72%.

 

Crédito Foto: Marcelo Guedes

Rate this item
(0 votes)
Read 2824 times Last modified on Wednesday, 13 May 2015 13:42
Super User

Aliquam erat volutpat. Proin euismod laoreet feugiat. In pharetra nulla ut ipsum sodales non tempus quam condimentum. Duis consequat sollicitudin sapien, sit amet ultricies est elementum ac. Aliquam erat volutpat. Phasellus in mollis augue.

Website: www.youjoomla.com

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.